• Water Production Connections

Perspectiva local: Uma plantação experimental de cacau

Por Cassie Sevigny

Crédito da foto: Cassie Sevigny

O projeto Conexões entre Água e Produção Rural (CAP) investiga se e quais agricultores adaptam seus sistemas de produção quando experimentam variabilidade hídrica, quais adaptações eles fazem e se essas adaptações reduzem as perdas de renda quando ocorrem secas. A melhor compreensão desses feedbacks informará os esforços das agências governamentais e da sociedade civil para ajudar os agricultores a responder à escassez de água. O Graúna Resort Hotel foi a sede da equipe CAP de junho a agosto de 2019, quando as pesquisas domiciliares foram realizadas. O Graúna é cercado por uma reserva de floresta tropical de propriedade da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira, ou CEPLAC (1), uma agência agrícola federal que conduz pesquisas sobre o cultivo sustentável e competitivo do cacau e compartilha essas informações com os agricultores. Alfredo, o dono do hotel, recebeu permissão da CEPLAC para mostrar aos membros da CAP, incluindo eu, a floresta e a plantação experimental de cacau dentro dela.


Certa manhã de julho, Alfredo nos levou a uma fenda na cerca que separava Graúna da reserva. Entramos direto em uma antiga plantação de cacau. Caules e folhas marrons, secas e enrugadas caíam das palmeiras, do cacaueiro e de muitas outras árvores. Foi a vassoura de bruxa. “A praga vassoura de bruxa veio daqui”, Thais traduziu a explicação de Alfredo. “As pessoas acham que veio da Bahia, mas foi levado para a Bahia daqui”, disse ela. A doença fúngica significa um desastre para os cacaueiros, mas também se espalhou para outras culturas em muitas regiões e muitos países. A doença causa a morte de seções da planta. Os ramos e folhas resultantes parecem uma vassoura de bruxa, que é exatamente o que vassoura de bruxa significa. Ainda não existe tratamento para matar o fungo, então as seções mortas devem ser aparadas das plantas manualmente.


Crédito da foto: Cassie Sevigny

No meio da floresta, encontramos uma clareira parcial no matagal. Fileiras de cacaueiros curtos se estendiam dos dois lados do caminho. Essas árvores eram mais saudáveis ​​do que as do limite da floresta, com vagens marrons e galhos murchando. Aqui, a CEPLAC havia plantado uma pequena floresta experimental com variedades clonais de cacau. A produção clonal de cacau envolve a propagação das árvores a partir de cortes em vez de sementes, permitindo que os agricultores economizem espaço cultivando-as mais próximas (2). A produção de variedades cultivadas à sombra também incentiva os agricultores a manter a floresta tropical em sua propriedade em vez de desmatar. O risco de qualquer agricultura clonal está nos genes compartilhados de cada planta: eles compartilham as mesmas fraquezas e forças.


A CEPLAC usa essas pequenas plantações para testar quais variedades crescem melhor sob condições existentes. Quer seja para melhorar a eficiência hídrica, produtividade em mudança de condições climáticas ou resistência à vassoura de bruxa para aumentar a produtividade, as informações experimentais são úteis para os agricultores que respondem à demanda mundial por chocolate.



Fontes:

1) CEPLAC, http://www.ceplac.gov.br/paginas/ceplac/ceplac.asp

2) Sodré, George Andrade, & Gomes, Augusto Roberto Sena. (2019). Cocoa propagation, technologies for production of seedlings. Revista Brasileira de Fruticultura, 41(2), e-782. https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-29452019000201003&script=sci_arttext&tlng=en


Follow us on social media:      Instagram      Facebook      Twitter

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter

Connections between Water and Rural Production: Sociohydrological Systems on a Tropical Forest Frontier

Project funded by the National Science Foundation: CNH-L #1825046

A collaboration between:

© 2019 by Salisbury University. Proudly created with Wix.com |  Terms of Use  |   Privacy Policy