top of page
  • Water Production Connections

Perfil do Pesquisador: Fernando de Sales

Editado por Cassie Sevigny


Fernando olha para a câmera, ombros e corpo voltados ligeiramente para a esquerda.Grama verde curta e arbusto com flores rosa logo atrás dele. Cerca alta branca atrás da planta, com árvores bloqueando a maior parte do céu atrás da cerca.

O projeto Conexões entre Água e Produção Rural (CAP) investiga se e quais agricultores adaptam seus sistemas de produção quando experimentam a variabilidade da água, quais adaptações eles fazem e se essas adaptações reduzem as perdas de renda quando ocorrem secas. Uma melhor compreensão desses feedbacks informará os esforços das agências governamentais e da sociedade civil para ajudar os agricultores a responder à escassez de água. Este perfil é baseado em uma entrevista com o Co-Investigador Principal Fernando de Sales, um cientista do clima da San Diego State University



Por que e como você se envolveu neste projeto?

Sempre quis participar de um projeto de pesquisa multidisciplinar, principalmente um que promovesse a conservação e a sustentabilidade da floresta tropical brasileira como forma de retribuir ao meu país de origem. Fui convidado a fazer parte do grupo de pesquisa, como especialista em clima regional, por Trent Biggs. Eu contribuí para a proposta de pesquisa sugerindo o uso de cenários de modelos climáticos que incluíam mudanças futuras no uso e cobertura da terra em Rondônia, incorporando forçantes climáticos regionais e globais

Qual a sua parte favorita de estar no campo?

Embora a modelagem climática não exija muito trabalho de campo, tento aproveitar as oportunidades para conhecer a região que estou estudando e o trabalho de campo oferece essa oportunidade. Eu realmente gosto de conhecer os habitantes locais e vivenciar suas interações com o ambiente físico. De alguma forma, isso me ajuda a me conectar com a área de estudo enquanto realizo minhas simulações de modelos climáticos no laboratório.

Qual tem sido o maior desafio de fazer a pesquisa?

Eu diria que descobrir as perguntas certas que queremos responder com a ajuda de modelos climáticos tem sido o maior desafio.

O que você aprendeu ao participar deste projeto?

Que Rondônia tem uma população vibrante e diversificada que se preocupa com a floresta e seu futuro. Também aprendi que trabalhar com pesquisadores de diferentes disciplinas pode ser desafiador, mas também muito gratificante, pois eles costumam abordar problemas comuns de uma perspectiva diferente da minha. Isso é muito útil quando se tenta resolver problemas complexos, como as conexões entre o desmatamento, a produção rural e o ciclo da água.

Por que você acha que este projeto é importante?

Acredito que o projeto ajudará as comunidades de Rondônia a tomar decisões informadas para melhorar seu bem-estar, conservando o ecossistema e promovendo a sustentabilidade.


Comments


bottom of page